Fraudes na Black Friday: como reclamar

Fraudes na Black Friday: como reclamar

O canal Reclame da PROTESTE auxilia consumidores na solução de problemas contra os direitos do consumidor

A Black Friday é um dos momentos mais aguardados pelos consumidores. É só chegar o fim do ano que todos se preparam para as promoções. Com origem nos Estados Unidos, o evento acontece na quarta sexta-feira de novembro com descontos vantajosos para os consumidores. Mas para que as promoções não se transformem em uma “black fraude”, termo utilizado popularmente para designar as fraudes na Black Friday, é preciso ter alguns cuidados ao realizar a compra para garantir que seus direitos como consumidor sejam assegurados. 

A data é um marco importante para o comércio e consegue aquecer as vendas neste período. Como a Black Friday acontece bem próximo de festas comemorativas como o Natal e o Ano Novo, a venda de presentes dispara ao longo do evento.

Por isso, reunimos neste artigo os principais golpes praticados na Black Friday, instruções para evitá-los e como fazer uma reclamação. Confira a seguir todas as dicas para comprar com segurança!

Dica: Estorno no cartão de crédito: como funciona?

Black Friday

Quase todo mundo já conhece a Black Friday, mas queremos detalhar um pouco de sua história. Originária dos Estados Unidos, a data é marcada por um evento onde os comércios oferecem promoções e liquidações aos consumidores. Ele ocorre sempre em uma sexta-feira do mês de novembro e hoje em dia é conhecido em vários países. 

Nos Estados Unidos, a Black Friday acontece sempre após o Dia de Ação de Graças, um feriado tradicional para os norte-americanos. Lá, o evento é marcado por uma grande movimentação de pessoas nas lojas desde a manhã, com a abertura das portas. 

A tradição das promoções ganhou o nome de “Black Friday”, um tipo de gíria utilizada pelos policiais da Filadélfia, cidade da Pensilvânia, para expressar a frustração diante do caos que era o evento na década de 1960, época em que foi criado.

Black Friday no Brasil

A Black Friday chegou no Brasil no dia 28 de novembro de 2010, data em que ocorreu o primeiro evento no país. Depois do sucesso nos Estados Unidos e em outros países que começaram a aderir, o comércio brasileiro também quis incluir esse dia de ofertas como uma oportunidade para aquecer as vendas e dar início ao período de compras para o fim de ano.

Contudo, a Black Friday brasileira começou com as lojas virtuais, que passaram a oferecer grandes descontos aos consumidores. Com o sucesso das vendas dos e-commerces ao longo do evento, as lojas físicas também começaram a participar. 

Atualmente, o evento é celebrado todos os anos e é um sucesso a cada nova edição. Em 2020, por exemplo, as vendas online bateram recorde e movimentaram cerca de 4 bilhões de reais.

Compras online x físicas

No Brasil, mesmo com a adesão ao evento por parte das lojas físicas, as vendas online têm crescido a cada ano como reflexo da mudança dos hábitos de consumo dos brasileiros. 

Comprar pela internet é muito mais cômodo e prático para muitos consumidores. Em poucos minutos, é possível escolher os produtos, colocar no carrinho, finalizar a compra e esperar a entrega em sua casa. Prático, não é mesmo? 

Mas há ainda os que preferem comprar em lojas físicas para poder ver de perto o que estão levando para casa. A verdade é que nas duas situações, a Black Friday possibilita que os consumidores possam obter boas promoções e os comerciantes possam vender mais. 

Dica: Sair do vermelho: passo a passo para quitar dívidas

Principais fraudes na Black Friday

Por ser um evento onde muitos comércios oferecem promoções e descontos especiais, criminosos podem se aproveitar dessa situação para aplicar golpes contra os consumidores. Veja a seguir as principais fraudes na Black Friday. 

Promoções enganosas

Essa é uma fraude cometida pelos comerciantes que agem de má-fé. Eles aumentam o preço dos produtos semanas antes e baixam para o valor padrão no dia da Black Friday. Dessa forma, o consumidor tem a percepção de que o item está em oferta e acaba comprando para aproveitar a falsa economia. 

O mais comum nesse caso é que o comerciante suba o preço em 100% e reduza pela metade, chegando no valor padrão. Com isso, o consumidor acredita que está comprando com 50% de desconto.

Sites falsos

Compras em sites falsos podem ocorrer durante o ano todo, mas elas aumentam durante a Black Friday. Nesse caso, a ação criminosa ocorre com a falsificação de sites que são conhecidos pelo consumidor. O criminoso cria uma cópia muito semelhante ao site original de uma empresa conhecida e oferece descontos imperdíveis. Ao comprar por essas páginas, os consumidores caem no golpe, podendo ter seus dados e o dinheiro roubados

Geralmente, os usuários chegam até esses sites por meio de anúncios que aparecem nas redes sociais. Por serem muito atrativos e levar o nome de grandes empresas, os consumidores acabam confiando e caem no golpe.

Publicidade enganosa

Outra fraude que ocorre com frequência na Black Friday é a publicidade enganosa, onde o usuário é atraído por um preço na divulgação e se depara com outro valor no site. Essa prática também acontece em lojas físicas. O consumidor é atraído por uma divulgação atrativa e quando vai pagar pelo produto é surpreendido com outro valor.

Preços diferentes

A fraude nos preços não para por aí. Outra prática comum durante a Black Friday é quando os produtos possuem um determinado valor no site e aparecem com outro preço no carrinho,quando o cliente decide finalizar a compra. Ou seja, os preços são diferentes e o consumidor acaba pagando o valor real do produto, sem desconto.

E-mails falsos

Por fim, os e-mails falsos também fazem muitas vítimas ao longo do evento. Eles são enviados aos consumidores como se fossem de lojas verdadeiras e oferecem descontos muito atrativos. Dessa forma, o usuário é atraído para um site de compras fraudado e tem seus dados e dinheiro roubados.

guia-do-consumidor

Dicas para uma compra segura

Algumas atitudes simples podem ajudar a evitar fraudes na Black Friday. Trouxemos algumas dicas para você comprar com mais segurança durante o evento e aproveitar as promoções com tranquilidade. Confira!

Pesquise as avaliações das empresas

Antes de comprar em qualquer lugar é fundamental conferir suas avaliações para saber o que os consumidores estão dizendo sobre a empresa. Pesquise em sites de reclamações como o canal Reclame da PROTESTE. E claro, só compre se as avaliações forem positivas. Essa dica vale principalmente para produtos vendidos em e-commerces.

Acompanhe o preço dos produtos

Para não cair no golpe das promoções enganosas, a famosa “metade do dobro”, é importante acompanhar o preço dos produtos antes do mês de novembro. Assim você poderá ter uma percepção real se os produtos que deseja comprar estão realmente em promoção. Você pode acompanhar os preços em diversos sites de comparação de produtos. Muitos deles já oferecem os preços em tempo real. 

Compre em sites seguros

Uma forma de evitar que você caia em um golpe ao comprar durante a Black Friday pela internet é comprando apenas em sites seguros. Para identificar o nível de confiança da página é preciso conferir se ela possui certificados de segurança, se aceita diferentes formas de pagamento e se é altamente recomendado pelos consumidores. Além disso, tenha o cuidado de abrir o site em um navegador seguro. Não clique em anúncios nas redes sociais e e-mails que direcionam para um site para evitar cair em um site falso.

Utilize plataformas de pagamento seguras 

Por fim, outra forma de evitar as fraudes na Black Friday é utilizando plataformas de pagamento seguras. Confira no site que você pretende comprar se há diversas formas de pagamento. Páginas que limitam a forma de pagar, com apenas boleto bancário e Pix, por exemplo, quase sempre são fraudulentas. 

Mesmo em lojas confiáveis, utilize métodos de pagamento mais seguros, como cartão de crédito virtual. Caso você seja vítima de uma fraude, ainda é possível recorrer ao pedir assistência para a operadora do cartão. Lembrando que a versão virtual é sempre mais segura para as compras online, já que ele expira em 24 horas.

Dica: Prescrição de dívida: entenda o que é e como funciona

Conheça o canal Reclame

Mesmo com todas essas dicas, estamos sujeitos a cair em alguma fraude, principalmente durante a Black Friday. Nesse caso, saiba que você pode contar com o canal Reclame, uma ferramenta oferecida pela PROTESTE para que os consumidores possam ir atrás de seus direitos para terem seus problemas solucionados. 

O canal Reclame oferece apoio para o consumidor que precisa de ajuda na solução de uma violação contra seus direitos como consumidor. Você pode ligar para o nosso canal de reclamações pelo 4020-7747.

De janeiro de 2021 até outubro, o Reclame recebeu aproximadamente 30 mil reclamações de 23.200 consumidores. O mês de março se destaca como o período com o maior número de problemas registrados no primeiro semestre de 2021, totalizando 4.024 insatisfações. 

Contudo, vale destacar que mais de 50% das solicitações enviadas durante o ano foram solucionadas com sucesso. Os problemas mais citados são cobrança indevida, atraso na entrega de mercadorias e saldo bloqueado. 

Acesse o canal Reclame para solucionar seu problema de consumo, nossa equipe especializada em defesa do consumidor acompanha todo o processo, desde o envio da reclamação até a resposta das empresas. 

Informe-se com a PROTESTE

A PROTESTE é a maior associação que atua a favor dos direitos do consumidor em toda a América Latina. Oferecemos apoio para consumidores que foram lesados, realizamos testes de qualidade para garantir a eficiência dos produtos oferecidos e divulgamos informações úteis para que as pessoas possam fazer escolhas mais assertivas. 

Agora que você já conhece um pouco sobre nossa associação, continue no blog SeuDireito para acompanhar novidades sobre as relações de consumo.