Fogões de quatro bocas se saem bem em teste

Fogões de quatro bocas se saem bem em teste

Resultados da maior parte dos modelos testados pela PROTESTE foram muito satisfatórios, mas consumidor pode economizar ao pesquisar preço

Se você está pensando em comprar um novo fogão quatro bocas, é preciso ter em mente duas palavras fundamentais: segurança e eficiência. Pois a boa notícia é que na nova avaliação anual feita pela PROTESTE, publicada na edição de março (nº 199) da revista da associação para assinantes, as marcas mostraram, no geral, uma excelente qualidade. Apenas um único produto teve avaliação ruim, por ter apresentado problemas de segurança. Por isso, pode ser vantajoso para o consumidor ficar de olho nos preços praticados e escolher a opção mais em conta. 

Testes ajudam na melhora dos produtos

Desde 2009, a PROTESTE faz testes nas principais marcas de fogões do mercado para verificar quais se encaixam melhor nos dois pré-requisitos principais. Nesses 11 anos de análises, vários problemas foram detectados. E, com base nesses resultados, as empresas se conscientizaram e melhoraram seus produtos. 

Economia

Além da segurança e da eficiência, os testes realizados pela PROTESTE indicaram uma outra qualidade na comparação entre os fogões de quatro bocas: a economia. Além de todos apresentarem bom rendimento dos queimadores e do consumo de gás, é possível também economizar na hora da escolha do modelo. Entre os produtos analisados, a diferença do mais caro (Brastemp BFD4N) para o mais barato (Atlas Mônaco Glass), na comparação dos preços mínimos, chegou a R$ 945.

“Um dos modelos foi eliminado do teste por colocar a segurança do consumidor em risco. Ele apresentou alto aquecimento da porta de vidro do forno e um problema com a grade do forno que inclina mais do que dez graus (10°), podendo fazer com que o alimento quente tombe ao ser retirado. Por esses motivos, a PROTESTE encaminhou os resultados para o Inmetro a fim de que medidas sejam tomadas”, Juliana Moya, especialista da PROTESTE. 

Marcas avaliadas

Veja a lista, em ordem alfabética, dos fogões de quatro bocas avaliados no teste da PROTESTE:

  • Atlas Agile Glass 4Q
  • Atlas Mônaco Glass 4b
  • Atlas Utop Glass 
  • Brastemp BFD4N
  • Electrolux 52GP 
  • Electrolux 52RBL 
  • Electrolux 
  • Limpeza interna

Por fim, uma dica da PROTESTE: nas lojas, você só encontrará fogões preparados para gás GLP (botijão). Portanto, se em casa recebe o gás natural canalizado, será preciso fazer a conversão do aparelho. Você não paga pelo serviço junto às autorizadas, mas terá que comprar as peças necessárias se o produto estiver dentro da garantia.

Segurança contra queimaduras

Com exceção do produto eliminado, todos os fogões testados se mostraram seguros durante o uso. Foi verificado, por exemplo, que os produtos não oferecem risco de queimadura caso o usuário encoste na tampa de vidro do forno, no painel onde ficam os botões e nas superfícies laterais enquanto o fogão está sendo utilizado. Além disso, foram avaliados outros itens, como: problemas no circuito de gás; riscos de tombamento do fogão; estabilidade dos queimadores e das grades, entre outros itens que poderiam oferecer riscos ao usuário. Outro ponto positivo é que as bocas de todos os fogões analisados não liberam monóxido de carbono além dos limites seguros permitidos pela legislação. 

No quesito preparo de alimentos, foi verificada a distribuição de calor no cozimento de três opções: bolo com massa pronta, frango e torrada. No geral, a avaliação foi boa no desempenho. No entanto, nenhum fogão foi considerado muito bom, o que sugere que a distribuição do calor interno do forno ainda pode melhorar em todos os modelos. 

Um problema, no entanto, continua em relação a testes realizados em anos passados: a temperatura medida no forno e a indicada no botão de controle nem sempre é igual. Esse resultado é considerado ruim, pois diversas receitas dependem da temperatura exata para o cozimento ter sucesso. Dessa forma, os fornos pouco precisos devem ser sempre utilizados com supervisão, pois o tempo em que um alimento vai ficar assando pode ser rápido ou mais lento, de acordo com o calor que o equipamento alcança. 

Também foram verificados nos testes de uso:

  • Entendimento do manual de instruções
  • Facilidade de uso

Teve problema com a entrega de um produto?

Fale com nossos especialistas, a PROTESTE pode te ajudar!

Saiba mais arrow_right_alt